Editora Unicamp

Editora Unicamp
 

COLEÇÕES » COLEÇÃO CADERNOS DE DESENHO


Compartilhe:

Flávio de Carvalho
Editora UnicampClique na(s) imagen(s) para ampliar
Editora Unicamp
Editora Unicamp
Editora Unicamp



Flávio de Carvalho

Autor: Flávio de Carvalho
Organizador: Lygia Eluf

ISBN: 978-85-268-1037-2

Coedição: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo

Edição:

Ano: 2013

Páginas: 232

Dimensões: 23x23

Por: R$ 60,00







Pré-visualização do livro

Editora Unicamp Editora Unicamp Indique este produto para um amigo
Descrição

Este volume reproduz as 105 ilustrações publicadas entre 4 de março e 21 de outubro de 1956, para acompanhar os 39 artigos da coluna “A Moda e o Novo Homem”, assinada por Flávio de Carvalho no Diário de S. Paulo.

Influenciado pelos escritos do antropólogo escocês James Frazer (1854-1941), de Sigmund Freud (1856-1939) e do naturalista Charles Darwin (1809-1882), Flávio mescla nos artigos de “A Moda e o Novo Homem” fundamentos de Totem e tabu (1913) e d’A psicologia das massas (1921), de Freud, à teoria da cultura de O ramo de ouro (1922), de Frazer, e às ideias formuladas por Darwin em A origem das espécies (1859), estabelecendo uma de suas mais intrigantes proposições.

As ilustrações, que tomam por referência animais pré-históricos e subaquáticos, pinturas, esculturas e objetos de vários períodos e povos, tapeçarias, ilustrações de moda, cerâmicas marajoaras, africanas e neozelandesas, não constituem uma história da moda, um catálogo cronológico, ordenado e inteligível dos hábitos coletivos e transitórios de se vestir; antes, evidenciam a combinação de interesses do autor pela etnografia, pela psicanálise, pela sociologia e pela biologia e a extensa pesquisa que subsidiou esse trabalho.


Sobre o Autor
Flávio de Carvalho (Barra Mansa, 10 de agosto de 1899-Valinhos, 4 de junho de 1973) foi um dos grandes nomes do modernismo brasileiro. De família aristocrática, viveu e estudou na Inglaterra, onde se formou engenheiro civil e estudou belas-artes. Em sua intensa e crítica atuação, ignorava a lógica da fragmentação do conhecimento e estendeu sua ação como arquiteto, teatrólogo, pintor, desenhista, escritor, filósofo e músico, entre outros rótulos. Como uma espécie de herói da vanguarda, foi uma ponte importante para as práticas libertárias da arte brasileira na década de 1950. Toda sua atuação como artista, arquiteto e pensador o coloca na linha de frente deste combate que travou durante toda a sua vida: “a arte que interessa é aquela que procura destruir uma suposta verdade”.


Outras Ofertas

Nenhuma oferta no momento!

Opções de compra:

Este título está disponível em dois formatos: ePub2 (com links para acesso a imagens, áudio e vídeo que necessitam da internet para funcionar) e ePub3 (com links internos para acesso a imagens, áudio e vídeo que não necessitam da internet para funcionar). A escolha do formato depende do reader ou do equipamento que será utilizado para leitura. As livrarias oferecem informações detalhadas sobre as opções disponíveis para cada formato antes de a venda ser realizada.


ePub2

ePub3

CONTATOS COMO PUBLICARPARECER DE ASSESSORIA COMO CHEGAR DISTRIBUIDORES

VENDAS - (19) 3521.7718 ou 7728 - vendas@editora.unicamp.br