MODOS DE SER, MODOS DE VER

Código: 162

Autor: Sela. E. M. M

Editora: EDITORA UNICAMP

De R$ 55,00 Por R$ 27,50
SINOPSE
 
Desde a abertura dos portos, em 1808, muitos estrangeiros visitaram, curiosos, o Rio de Janeiro. Durante a primeira metade do século XIX, o crescimento do tráfico de escravos trouxe à cidade tantos africanos que um desses viajantes, Johann Moritz Rugendas, chegou a avaliar que, à exceção do continente africano, o Rio era o “único lugar da Terra” que reunia “membros de quase todas as tribos da África”. Este livro examina o modo como esses muitos escravos africanos foram vistos e avaliados pelos viajantes europeus que estiveram no Rio de Janeiro nesse período. Investigando as concepções científicas e estéticas que orientaram o olhar e o julgamento desses estrangeiros, oferece uma contribuição preciosa para decodificar sentidos e significados de textos largamente usados pelos historiadores da escravidão e da sociedade no Brasil oitocentista. Eneida Maria Mercadante Sela possui graduação em História (1998), mestrado em História Social do Trabalho (2001) e doutorado em História Social (2006) pela Unicamp. Tem experiência na área de História do Brasil, atuando especialmente nos seguintes temas: Viajantes estrangeiros no Brasil oitocentista (literatura e iconografia); Cultura e sociedade no período joanino e Primeiro Reinado; Iconografia, Ciências Naturais e Pensamento racista europeus entre os séculos XVIII e XIX; Escravidão negra oitocentista.
FICHA TÉCNICA
 
ISBN: 9788526808270
Ano da Publicação: 2008
Edição: 1
Formato: 21,00 x 14,00 x 2,00 cm.
Nº Páginas: 424 pp
Peso: 490 g.