DIREITO DOS ESCRAVOS, O. LUTAS JURÍDICAS E ABOLICIONISMO NA PROVÍNCIA DE SÃO PAULO

Código: 214

Autor Gidon, P.

Editora: EDITORA UNICAMP

De R$ 55,00 Por R$ 27,50
SINOPSE
 
O abolicionismo, importante movimento social no Brasil do século XIX, foi muitas vezes visto pela historiografia como resultante da ação de homens de sentimentos humanitários, que teriam tido a glória de resgatar os pobres negros do cativeiro. Na contramão dessa memória, este livro evidencia que, em São Paulo, se o movimento ganhou força e substância a partir da atuação de juízes e advogados como Luiz Gama e Antonio Bento, suas principais características se devem ao contato direto desses homens com expectativas e ações dos próprios escravos. Ao buscar os significados sociais que eles atribuíam ao direito e à lei, questiona as interpretações tradicionais que dividem o abolicionismo paulista em uma fase “legalista” e outra “radical”. A análise de vasta documentação judiciária, da correspondência entre autoridades públicas e de jornais do período torna evidente que a escravaria, longe de estar isolada e acéfala nos eitos, dava, a seu modo, o tom e o argumento dos embates nos tribunais. Elciene Azevedo tem experiência nas áreas de História do Brasil Império e Teoria e Metodologia da Pesquisa em História, desenvolvendo pesquisas sobre escravidão e movimento abolicionista, história do direito e das lutas jurídicas, experiência de trabalhadores escravos e livres no processo da abolição. Organizou a coletânea Trabalhadores na cidade, pela Editora da Unicamp. Veja mais: https://blogeditoradaunicamp.com/2019/10/17/a-colecao-varias-historias-completa-20-anos/
FICHA TÉCNICA
 
ISBN: 9788526809048
Ano da Publicação: 2010
Edição: 1
Formato: 21,00 x 14,00 x 1,30 cm.
Nº Páginas: 248 pp
Peso: 290 g.