UM ESQUELETO INCOMODA MUITA GENTE...

Código: 302

Autor Neves, W. A.

Editora: EDITORA UNICAMP

R$ 42,00
SINOPSE
 
Poucos são capazes de imaginar a quantidade quase ilimitada de informações que podem ser retiradas de um esqueleto pré-histórico. Este livro apresenta, para o grande público, como Neves trabalha no sentido de maximizar esse potencial, mostrando como marcas e patologias ósseas permitem recuperar a história pessoal ou da sociedade a que um indivíduo pertence. Expõe, por exemplo, que marcadores genéticos cranianos permitem inferir as relações de parentesco entre os indivíduos de uma determinada sociedade, ou mesmo a relação de parentesco entre sociedades diversas.Tais crânios permitem, por outro lado, inferir o grau de tensão intra e intergrupal através da análise de marcas de pancadas e fraturas ósseas. Já as infecções e as patologias bucais, como cáries e desgaste dentário, permitem reconstituir a qualidade de vida de sociedades extintas, revelando a adaptação dessas sociedades a seus respectivos ambientes. Walter A. Neves é bioantropólogo e arqueólogo e dedica-se também à antropologia ecológica. Em 1994 criou o Laboratório de Estudos Evolutivos Humanos da USP, no âmbito do Departamento de Genética e Biologia Evolutiva. Atualmente vem se dedicando à questão da origem do homem no continente americano, com enfoque especial nas pesquisas com Luzia, o esqueleto mais antigo das Américas. Leia mais no blog da Editora da Unicamp e assista ao podcast Café com Conversa sobre o livro. Veja mais: https://blogeditoradaunicamp.com/2018/11/13/o-acesso-ao-universo-cientifico-pela-colecao-meio-de-cultura/ https://blogeditoradaunicamp.com/2018/11/13/cafe-com-conversa-fake-news-em-ciencia/
FICHA TÉCNICA
 
ISBN: 9788526810242
Ano da Publicação: 2013
Edição: 1
Formato: 21,00 x 14,00 x 1,20 cm.
Nº Páginas: 160 pp
Peso: 200 g.