CARTA A D ALEMBERT ED. 2

Código: 374

Autor Rousseau, J. J.

Editora: EDITORA UNICAMP

De R$ 49,00 Por R$ 15,00
SINOPSE
 
Este livro traz as peças essenciais de um debate que envolveu Rousseau e os filósofos na segunda metade do século XVIII: a função social dos espetáculos e do teatro em particular. A disputa teve início em 1757, quando o filósofo e matemático D’Alembert publica na Enciclopédia o verbete Genebra, lembrando a importância do teatro, e sugere a revogação das leis que proibiam sua instalação naquela cidade. Opondo-se ao etnocentrismo dos enciclopedistas, Rousseau lança, no ano de 1758, a Carta a D’Alembert sobre os espetáculos. Na Carta, o cidadão de Genebra sustenta que o espetáculo teatral não é bom em si mesmo. Rousseau insiste na especificidade da tradição cultural de Ge­nebra e exalta as festas cívicas da cidade. Em 1759, aparece a tréplica de D’Alembert, uma reafirmação dos postulados iluministas, que também está presente nesta edição. Jean-Jacques Rousseau (1712-1778) foi filósofo, teórico político e escritor. Segundo seu pensamento, as instituições educativas corrompem o homem tirando-lhe a liberdade. Para a criação de um novo homem e de uma nova sociedade, seria preciso educar a criança de acordo com a natureza. É considerado um dos principais nomes do Iluminismo e um precursor do Romantismo.
FICHA TÉCNICA
 
ISBN: 9788526812734
Ano da Publicação: 2015
Edição: 2
Formato: 21,00 x 14,00 x 0,80 cm.
Nº Páginas: 224 pp
Peso: 260 g.