MARGENS DA DEMOCRACIA: A LITERATURA E A QUESTÃO DA DIFERENÇA

Código: 397

Autor: Siscar, M. / Natali, M

Editora: EDITORA UNICAMP

De R$ 77,00 Por R$ 24,00
SINOPSE
 
Tomadas como conteúdos autônomos, como respostas prontas para situações em que o discurso é colocado à prova, democracia e literatura acabam muitas vezes por dar forma até mesmo às nossas perguntas, estabelecendo a pauta do discurso exatamente no lugar onde este deveria mostrar-se mais exigente e questionador. Evocar as margens da democracia, no contexto de uma reflexão sobre a literatura, é também um modo de destacar os dispositivos que sustentam essas noções e, portanto, de problematizar o uso que delas é feito no discurso crítico, retirando-as de sua mera instrumentalização como objeto (literatura) ou como contexto (democracia). Trata-se de questionar algo que poderia ser descrito como um uso piedoso das palavras democracia e literatura. Mais do que repetir suas promessas de plenitude ou do que tratá-las como meros resíduos humanistas, cabe explicitar o fato de que continuam faltando a si mesmas. Marcos Siscar em seu trabalho recente relaciona a poesia moderna e contemporânea. É tradutor de Tristan Corbière, Michel Deguy e Jacques Roubaud e tem livros de poesia ou de crítica traduzidos na França, Argentina e Espanha. Marcos Natali atualmente estuda a relação entre literatura e sofrimento.
FICHA TÉCNICA
 
ISBN: 9788526813021
Ano da Publicação: 2016
Edição: 1
Formato: 21,00 x 14,00 x 2,00 cm.
Nº Páginas: 384 pp
Peso: 440 g.