POESIA E CRISE

Código: 534

Autor: Siscar, M.

Editora: EDITORA UNICAMP

De R$ 66,00 Por R$ 33,00
SINOPSE
 
Neste livro, o leitor habituado a identificar a trajetória da moderna poesia com a contínua e infindável história de seu declínio poderá entender um pouco melhor a particularidade do tema e da estrutura da “crise”. Reivindicada em tom desiludido ou reciclada como estratégia de entusiasmo renovador, a crise é um dos elementos fundantes da experiência moderna. A despeito do atalho crítico que pretende denunciar como “contradição” o paradoxo formalizado pelo poema, interessa ao autor reconhecer que otopos da crise comporta um modo de entendimento do real que toma forma historicamente singular dentro do discurso poético e que tem um papel, por assim dizer, fundador. Profanadora e “sacrificial”, distante do lugar-comum nefelibata a que é submetida por alguns discursos das ciências humanas, a poesia nomeia o desajuste sem fugir de suas contradições, ao contrário, fazendo dessas contradições ao mesmo tempo o elemento no qual se realiza e no qual naufraga tal nomeação. Se há um heroísmo moderno, este não é meramente nostálgico, ou messiânico, tampouco simplesmente progra­mático, dialético ou experimental. Marcos Siscar é professor da Unicamp, tradutor e poeta. Sua tese de doutorado (), defendida na Universidade de Paris 8, foi publicada em 1998 (L’Harmattan). Desenvolveu estudos de pós-doutorado sobre Baudelaire e Mallarmé, com a supervisão de Jacques Derrida e Michel Deguy. Tem publicado trabalhos sobre temas relacionados à poesia moderna e contemporânea. Como tradutor, publicou obras de Tristan Corbière (Iluminuras, 1996), Michel Deguy e Jacques Roubaud (Cosac Naify, 2004 e 2006), entre outras.
FICHA TÉCNICA
 
ISBN: 9788526809123
Ano da Publicação: 2010
Edição: 1
Formato: 23,00 x 16,00 x 2,00 cm.
Nº Páginas: 360 pp
Peso: 560 g.