MÁQUINA DE GÊNEROS

Código: 536

Autor: Pécora, A.

Editora: EDITORA UNICAMP

De R$ 49,00 Por R$ 29,40
SINOPSE
 
Máquina de Gêneros analisa escritos de diferentes autores dos séculos XVI (Baldassare Castiglione, Giovanni Della Casa, padre Manuel da Nóbrega, Luís de Camões), XVII (duque de La Rochefoucauld, padre Antônio Vieira) e XVIII (Tomás Antônio Gonzaga, Silva Alvarenga e Bocage), à luz de conceitos próprios da tradição dos diversos gêneros retórico-poéticos aos quais pertencem. Dessa forma, são repassados gêneros importantes como os da correspondência, do diálogo, do tratado, da máxima, do sermão, da epopeia, da poesia satírica, da erótica, além de formas maiores e menores da poesia lírica, como o rondó e o madrigal. O conjunto dos estudos pretende reiterar que os gêneros não são formas transparentes que expressam conteúdos sociais ou subjetivos, mas determinações formais e históricas dos sentidos dos escritos. Leia mais no blog da Editora da Unicamp. Alcir Pécora é professor titular de teoria literária da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e membro da Accademia Ambrosiana de Milão, ligado à Seção Borromaica. Entre outras obras, escreveu Rudimentos da vida coletiva (Ateliê, 2002) e Teatro do sacramento (Edusp/Editora da Unicamp, 2. ed., 2008). É organizador de A arte de morrer (Nova Alexandria, 1994); Sermões – Tomo 1 e Tomo 2 (Hedra, 2000-2001); Escritos históricos e políticos (Martins Fontes, 2. ed., 2002); As excelências do governador (Companhia das Letras, 2002, em coorganização com Stuart B. Schwartz); Lembranças do presente (Cotovia, 2006); Índice das coisas mais notáveis (Hedra, 2010); Por que ler Hilda Hilst (Globo, 2010). Editou as obras de Hilda Hilst (2001-2008), Roberto Piva (2005-2008) e Plínio Marcos (2017).
FICHA TÉCNICA
 
ISBN: 9788526814639
Ano da Publicação: 2018
Edição: 2
Formato: 23,00 x 16,00 x 1,50 cm.
Nº Páginas: 248 pp
Peso: 400 g.